Partilhe o site da AD&C
Conheça o website da Agência para o Desenvolvimento e Coesão, I.P. (AD&C)!
A AD&C tem por missão coordenar os fundos da União Europeia e contribuir para o desenvolvimento regional.
NEWS2020
  AD&C Número 6 / setembro a dezembro de 2019
NEWS PT2020
Elisa Ferreira é a nova Comissária Europeia para a Coesão e Reformas

Elisa Ferreira é a nova comissária europeia nomeada para o pelouro da Coesão e Reformas. Será responsável pela distribuição dos Fundos da Coesão atribuídos às regiões europeias para o próximo período de programação e pela implementação da estratégia europeia de adaptação da economia europeia às alterações climáticas e à nova realidade digital.


Esta pasta reveste-se de importância estratégica para o nosso país, tutelando áreas como a coesão territorial, a transição energética, a transição para a sociedade digital e o desenvolvimento da capacidade orçamental da zona euro. A modernização da política de fundos estruturais vai também fazer parte da agenda da nova Comissária.

 

Elisa Ferreira foi ministra dos governos de António Guterres, no Ambiente (1995-1999) e no Planeamento (1999-2002), e antiga eurodeputada (2004-2016), tornando-se agora a primeira mulher portuguesa a integrar o executivo comunitário.

 

Conheça os objetivos da carta de missão que Ursula von der Leyen dirigiu a Elisa Ferreira, com os principais desafios e orientações para os próximos cinco anos. 

 

Veja a mensagem de apresentação de Elisa Ferreira enquanto Comissária Europeia para a Coesão e Reformas, cujo compromisso é "nos próximos cinco anos, garantir que nenhuma região, nem nenhum europeu, seja deixado para trás na transição para economias mais modernas, competitivas e limpas."

 

Na sessão com eurodeputados, Elisa Ferreira defendeu que "a Coesão é o coração do projeto europeu. E as Reformas, juntamente com a Coesão, devem estar no cimo da nossa agenda, uma vez que a globalização e a cada vez mais rápida evolução tecnológica colocam uma grande pressão nas economias locais".

 

Conheça a Comissão von der Leyen e as seis prioridades para 2019-2024.

 
Topo