Partilhe o site da AD&C
Conheça o website da Agência para o Desenvolvimento e Coesão, I.P. (AD&C)!
A AD&C tem por missão coordenar os fundos da União Europeia e contribuir para o desenvolvimento regional.
NEWS2020
  AD&C Número 9 / setembro a dezembro de 2020
NEWS PT2020
Nuno Santos
Presidente da AD&C

"Vamos fazer evoluir o nosso trabalho para que seja percebido como simples, claro, de acesso fácil e interação acessível."

É presidente da AD&C desde o início de novembro. O que o levou a aceitar este desafio?
Aceitei este desafio para contribuir para o desenvolvimento do meu país. A  Agência tem uma missão de especial relevância para o futuro de Portugal nos próximos anos e o ministro do Planeamento desafiou-me a associar-me à realização dessa missão. No meu percurso profissional, considerei que esta opção seria a certa nesta fase e estou muito animado com ela.

 


 
 

 

Tendo em conta o período particularmente delicado que o país atravessa e o papel determinante da aplicação dos fundos da União Europeia na recuperação da economia e dos níveis de bem-estar, a AD&C tem um papel ainda mais importante, enquanto organismo coordenador destes fundos em Portugal. Quais são os principais desafios?
É realmente um momento excecional. O fecho de um ciclo de programação e a abertura de um novo já seria um exercício de particular responsabilidade para a Agência. Somar-lhe uma programação específica de resposta à crise pandémica, num quadro muito atípico a vários níveis, representa um suplemento muito significativo de expetativa sobre o desempenho da Agência, ao qual, estou certo, responderemos todos de forma absolutamente exemplar.

 

Quando se perspetiva o arranque o Portugal 2030 e quais as prioridades para esta nova década?
O programa Portugal 2030 deverá ver os seus trabalhos acelerados logo depois da estabilização do Programa de Recuperação e Resiliência. Desenvolvemos esforços para termos um programa a funcionar no início de 2022.
 
Nas suas mensagens percebe-se a importância que dá à colaboração em rede, à união de esforços e ao foco nos utilizadores. O que quer dizer quando afirma prometer “melhorar a experiência dos que se cruzam connosco na missão de construir Portugal”?
Vamos ser capazes de fazer evoluir o nosso trabalho para que seja percebido por todos como simples, claro, de acesso fácil e interação acessível. Se o conseguirmos, os que se cruzam connosco – sociedade civil em geral – dirão “que boa que foi a experiência com a Agência e as suas pessoas”. Nessa altura, estaremos a cumprir a nossa missão.

 
Topo